Home » PacaembuCNC » Receita lança ‘rascunho’ para facilitar declaração do Imposto de Renda

Receita lança ‘rascunho’ para facilitar declaração do Imposto de Renda

04 de novembro de 2014
PacaembuCNC

A Receita Federal anunciou, nesta segunda-feira (3), o lançamento de uma ferramenta para facilitar o preenchimento da declaração do Imposto de Renda. É uma espécie de rascunho da declaração que o contribuinte pode ir preenchendo ao longo do ano –por exemplo, no momento que compra um carro ou faz o pagamento de uma consulta médica.

A ideia, segundo a Receita, é reunir esses dados e evitar que fiquem dispersos ou sejam perdidos na hora em que o contribuinte for fazer sua declaração.

O aplicativo pode ser usado em computadores, tablets e smartphones, desde que tenham acesso a internet. Seu uso não é obrigatório.

O aplicativo para desktop já pode ser baixado no site da Receita (http://zip.net/brp5QZ), e ficará disponível até o último dia de fevereiro. Para tablets e smartphones, ficará dentro do APP IRPF, disponível nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema operacional iOS.

Esse novo recurso não exclui a declaração pré-preenchida que foi lançada pela Receita para o IR 2014.

Como vai funcionar o rascunho

Após baixar o aplicativo, o contribuinte poderá preencher dados ao longo do ano, no momento que compra um carro ou faz o pagamento de uma consulta médica, por exemplo. Os campos do rascunho serão idênticos aos da declaração.

O contribuinte pode incluir no rascunho despesas com dependentes, rendimentos, movimentação de bens e direitos e pagamentos efetuados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2014.

Para salvar o rascunho é preciso criar uma palavra-chave. Apenas o contribuinte terá acesso aos dados por meio desta senha. Se esquecer essa senha, o consumidor não conseguirá mais acessar o rascunho e não há como recuperá-la.

De acordo com a Receita, os dados do rascunho não serão utilizados para calcular antecipadamente o imposto devido. O aplicativo apenas armazena as informações no banco de dados da Receita.

“Essas informações não serão utilizadas previamente pela Receita. A Receita só vai usar os dados da declaração que foi feita entre março e abril. A nova ferramenta é para facilitar a declaração e a Receita não tem interesse em utilizar esses dados antes desse período”, declarou Carlos Roberto Occaso, subsecretário de Arrecadação e Atendimento do órgão.

No momento de preencher a declaração completa do IR, em março e abril de 2015, o contribuinte deve importar os dados preenchidos no rascunho.

Quando a declaração final for transmitida, o rascunho será eliminado do banco de dados da Receita.

 

Bruna Borges
Do UOL, em Brasília

 

 

E-mail

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^